Dicas para se fazer quando chegamos aos 20 e poucos ANOS

Olá Leitores & Leitoras desse Brasil, tudo bem com vocês… ?

Os famosos 20 e poucos podem ser empolgantes e assustadores ao mesmo tempo né ?  Carreira acadêmica ou não, abrir uma empresa ou ser empregado, comprar um apartamento ou pagar um aluguel, especialização ou mestrado, enfim… Um mundo de possibilidades se abre, mas como saber qual caminho escolher? Nem sempre sabemos não  é verdade?  E claro , as respostas não vem prontas, elas vêm no caminho. Por isso, valorize o caminho, as experiências. E, se puder…

 

1 – Viaje

Viajar vai mudar muito o seu modo de ver o mundo, vai mudar quem você é, como você pensa, vai mudar tudo em você. Viaje no Brasil, viaje para fora do Brasil. Conheça cidades inusitadas, povos diferentes, culturas desafiadoras. Desconstrua seus preconceitos, construa respeito. Vá com amigos, vá com a família, vá sozinho. Vá com pouco dinheiro ou talvez com muito, se puder. Vá disposto a pegar trem, ônibus, metrô, barco, avião, o que for. Vá disposto a comer uma comida que você diariamente não come. Vá disposto a conversar com estranhos, a sair do seu “mundinho”. Vá disposto a quebrar seus paradigmas. Faça seus roteiros, crie suas histórias. Traga mais lembranças do que coisas na sua  mala. Aproveite os feriados, as férias, encontre um tempo. Mas viaje, antes que seja tarde.

 

2 – More fora do país

Morar em outro país, mesmo que seja só um intercâmbio de férias, com certeza é uma das melhores coisas que a gente pode fazer na vida. A gente acha que vai fazer intercâmbio pra voltar falando a língua com fluência, mas na verdade a gente volta mesmo com um infinito de coisas dentro da gente que aprender a língua é só mais um detalhe de tudo o que a gente traz na mala desse tempo. Para realizar um sonho há um preço a ser pago! Mas quando a gente olha pra trás, percebe que valeu a pena sim e que, se necessário, a gente voltaria atrás e faria tudo outra vez.

 

3 – Seja voluntário em alguma coisa

Trabalhar como voluntário nos ensina a ter empatia. É maravilhoso! Ajudar uma pessoa a lidar com suas dores pode nos ajudar a curar as nossas. Sim, todos temos o direito de ter as nossas dores e devemos respeitá-las, mas há sempre que se recomeçar. Uma pessoa que só murmura dos seus problemas perde sua visão do mundo, cai nas armadilhas do coitadismo e torna-se uma coadjuvante de uma história que poderia protagonizar. Valores tão importantes são aprendidos nessa jornada, valores que nos fazem seres humanos muito melhores que somos .

 

E ai o que achou de minhas dicas ? Comente aqui nos comentários !

 




Deixe uma resposta